Atendimento Clínico

Câncer Hereditário e Oncogenética

A etiologia do câncer é multifatorial, com fatores genéticos, ambientais, clínicos e de estilo de vida interagindo para produzir uma determinada neoplasia. Cerca de 10% dos casos de câncer ocorrem em pessoas que já abrigam uma mutação genética germinativa, ou seja, tais pessoas já nascem com uma predisposição genética para determinado câncer ou cânceres.

A informação genética promove um meio de identificar essas pessoas. Fontes de informação genética incluem amostras de DNA, informações de casos semelhantes na família, achados de exame físico e prontuários médicos.

Aproximadamente 1 de cada 3 indivíduos nos países industrializados irão desenvolver algum tipo de câncer. Muitos de nós temos amigos ou parentes com câncer e frequentemente as pessoas pensam que o câncer pode estar ocorrendo de maneira repetida na mesma família. Já que o câncer é considerado uma doença frequente, não é de se surpreender que possa afetar mais de um parente em famílias grandes.

Entretanto, dados científicos mostram que de 5-10% dos casos de câncer têm um componente hereditário, seguindo um padrão de herança Mendeliano ou monogênico.

O correto reconhecimento e identificação de indivíduos e famílias com risco aumentado para desenvolver câncer é de suma importância para o apropriado aconselhamento genético, cálculo de risco, realização de testes genéticos e o planejamento de um seguimento cuidadoso e suporte psicológico adequado.

Nossa equipe oferece Aconselhamento Genético (http://www.embrioconsult.com.br/novo_site/aconselhamento-genetico.php) e avaliação de risco aos indivíduos interessados sobre sua história pessoal e/ou familial de câncer. Muitos indivíduos podem não apresentar um risco tão alto de desenvolver câncer quanto imaginam. Por outro lado, outros podem apresentar história familial sugestiva de câncer hereditário. Esses podem necessitar de testes genéticos e medidas de rastreamento pormenorizados. São considerações importantes a serem avaliadas na história familial para possibilidade de câncer hereditário:

  1. Câncer ocorrendo em idade precoce em relação à população geral;
  2. O mesmo tipo de câncer ocorrendo em parentes de 1º e 2º graus;
  3. Câncer ocorrendo nos dois órgãos pares (por exemplo, câncer de mama bilateral);
  4. Desenvolvimento de mais de um câncer no mesmo indivíduo;
  5. Câncer em duas ou mais gerações.

A conclusão de que um indivíduo tem um risco aumentado para desenvolver câncer tem implicações de manejo que podem levar a intervenções específicas direcionadas para a redução do risco. Informação do risco de câncer familial pode ajudar o indivíduo a se planejar (estilo de vida, decisões no cuidado com a saúde, planejamento familiar etc). A informação genética também pode trazer um benefício quando demonstra a ausência de uma susceptibilidade herdada para o desenvolvimento de câncer.

Fontes:
Lindor NM, Lindor CJ, Greene MH: Hereditary neoplastic syndromes. In: Schottenfeld D, Fraumeni JF Jr, eds.: Cancer Epidemiology and Prevention. 3rd ed. New York, NY: Oxford University Press, 2006, pp 562-76.

Lalloo F, Kerr B, Friedman JM, Evans DGR. Risk Assessment and Management in Cancer Genetics. 1st ed, New York, NY: Oxford University Press, 2005, pp 13-29.

Schneider K - Counselling About Cancer, Wiley-Liss Inc., 2nd Ed., 2002.

Para maiores informações acessar Leituras Recomendadas e Artigos Científicos.

Tel.: 55[11]2114-6117  |  55[11]2114-6118  |  55[11]3129-7397
Tel.: 55[11]2924-0189  |  55[11]2924-0190  |  ou Cel.: 55[11]8291-4035

Avenida Angélica, 2.510, cj. 91 - Consolação - São Paulo CEP 01228-200

E-mail: embrioconsult@embrioconsult.com.br